0
go to cart

O que é um vaporizador por indução?

Blog Logo
NamasteVapes Portugal 25/02/2019

O que é um vaporizador por indução?

A comunidade de vaporização continua a expandir, sempre na procura constante de novas tecnologias, a forma como o utilizador consome ervas secas ou concentrados vai mudando a cada geração de vaporizadores. Os primeiros vaporizadores eram dispositivos por condução básica, onde as ervas secas eram postas diretamente sobre o elemento quente para vaporização rápida. Nessa altura esta tecnologia era a loucura, toda a gente adorava e queria este tipo de vaporizadores, o design semelhante a antigos rádios era confundido por outros eletrónicos, nas mesas de cafés e espaços públicos.

Apesar destes modelos serem ainda bastante populares hoje em dia, é óbvio para os utilizadores que tem ineficiências na forma como o material é aquecido e o quanto é deixado para trás, o aquecimento por condução tem imensos desperdícios tanto com as ervas secas como concentrados.

Depois destas unidades de condução serem bem conhecidas, a convecção apareceu. Vaporizar o material com ar quente em vez de superfícies quentes como faz a condução, tornaram a convecção a opção preferencial para utilizadores que preferem mais sabor e mais efeito do seu material preferido. A convecção é agora considerada a “melhor” opção quando comparada com condução, mas algo novo entrou em cena e vai mudar a perspetiva dos vaporizadores completamente. Prepara-te para o poder dos vaporizadores por indução!

O que é a indução?

Ainda há apenas, literalmente, dois vaporizadores por indução atualmente, não deve demorar até outros serem lançados, naturalmente, e a tecnologia ser aperfeiçoada. O aquecimento por indução é o processo de aquecer um objeto de condução elétrica (normalmente metal) através de calor gerado no objeto por correntes. O aspeto mais critico do aquecimento por indução, tem a ver com o vaporizador, é que como o calor é gerado dentro do objeto, em vez de uma fonte externa de calor, significa que não há qualquer contacto com a fonte de calor durante a vaporização por indução. “Mas então o que é um vaporizador por indução?” - perguntas-te tu, vamos lá ver.

Vaporizador por indução

Um dos vaporizadores é o Dr. Dabber SWITCH é o primeiro vaporizador por indução de mesa disponível na nossa loja. A tecnologia de indução nos vaporizadores é muito recente, mas pela forma que o SWITCH usa a tecnologia, podemos assumir que não vai demorar a aparecer em muitos outros vaporizadores desta nova geração. A Dr. Dabber utiliza uma bobina de indução no topo da unidade, que funciona com as taças de indução incluídas. A bobina aquece a taça, que contém o material, usando um campo magnético. O maior obstáculo seja colocar a bobina, e lidar com as suas dimensões. Tem de haver compromisso entre pequeno suficiente para transportar e ser fácil de usar, mas grande o suficiente para ser capaz de levar uma quantidade decente de material.

Dr. Dabber Switch Vaporizer UK

Será uma surpresa a forma como outras marcar irão utilizar e adaptar esta tecnologia. Este design em específico cria um ambiente de vaporização que tem pouco oxigénio dentro dele, o que significa que a temperaturas mais elevadas as tuas ervas secas podem aquecer até ao ponto de combustão sem que efetivamente ardam. Com este ultra aquecimento a extração de material chega aos incríveis 100%, ficando apenas a parte que não importa na taça.

Com esta tecnologia não há quaisquer atomizadores, como já devem ter reparado. Desta forma apenas as taças têm de ser substituídas, nada de atomizadores, o que torna todo o processo muito mais simples e fácil. Com as taças de indução o processo de aquecimento acelera, a maior parte das temperaturas apenas leva cinco a doze segundos a aquecer.

Qual será o futuro dos vaporizadores por indução?

Como o Dr. Dabber SWITCH é o pioneiro neste campo é fácil assumir que todos os vaporizadores irão funcionar da mesma forma, com bobina, taça, ..., parece a forma mais fácil e simples para ervas secas e concentrados. As taças são desenhadas para criar a superfície perfeitamente uniforme que elimina completamente os pontos quentes, assim consegue dar-te um sabor consistente a cada sessão. No entanto, outras marcas poderão reinventar este método, daí ser difícil a previsão da tecnologia. Mas tendo em conta as vantagens que o SWITCH já apresenta, é seguro dizer que é por aqui que o futuro dos vaporizadores vai passar. O tempo de aquecimento é inigualável por qualquer outro vaporizador no mercado, será que alguma marca vai bater este recorde de tempo mais rápido da Dr. Dabber? Será interessante de ver. A bateria é enorme e carrega em apenas 60 minutos, e mesmo nesse tempo – a carregar – pode ser utilizado! A mudança de temperatura é rápida e eficaz, mudando de forma precisa entre temperaturas.

O maior obstáculo para as empresas que tentam usar esta tecnologia de indução, parece ser a bateria, para ter uma grande bateria nos portáteis sem comprometer o tamanho, o preço irá subir imenso e isso não vai agradar aos compradores. O SWITCH como é um vaporizador de mesa, os seus competidores como o Volcano, estão na mesma gama de preço, sendo o SWITCH até mais barato. Mas os utilizadores de vaporizadores portáteis estão habituados a pagar significativamente menos que os de mesa, e a ter aparelhos que cabem num bolso. Veremos o que aparecerá no mercado, e que ideias inovadoras chegarão para colmatar estes problemas.

Ideias finais

Tendo em conta a experiência do Dr. Dabber SWITCH, o futuro da indução parece maravilhoso. O tempo de aquecimento dos vaporizadores por indução é inigualável, não é preciso esperar mais de vinte segundos para vaporizar, seja ervas secas ou concentrados. No entanto, este não é o fator mais decisivo ou importante. O aquecimento por indução permite uma vaporização extremamente uniforme, por isso não há desperdícios e os utilizadores podem ter a certeza que estão a utilizar 100% das propriedades boas das ervas secas e concentrados. Para os que procuram sabor e nuvens, tendo em conta o nível de desempenho, qualquer vaporizador que venha depois deste terá de ter o mesmo nível para poder sequer competir. Com pulsos de indução fantásticos. O único senão é o tamanho da bateria, é enorme, o que ocupa metade do peso e estrutura do vaporizador. O sistema de aquecimento por indução necessita de um imenso poder para o vaporizador funcionar sem problemas, pelo menos no caso do SWITCH. Se alguma empresa conseguir contornar isto, terá uma hipótese de ter o melhor vaporizador portátil do mercado, até mesmo uma caneta vaporizadora. A questão que fica é, será que algum fabricante conseguirá dar a volta a isto? Queremos indução portátil!

Blog tags:

Você parece estar no . Ir para a loja local?